Buscar
  • Marjorie Guibur

Estilo escandinavo. Como é, e como usar na decoração;

Antes de entrarmos nos quesitos decorativos e os componentes desse estilo, vamos entender um pouco melhor sobre a região da Escandinávia. Localizada no norte da Europa e cortada ao meio pelo Círculo Polar Ártico, frio é típico em grande parte do ano. Refletindo em uma tendência das pessoas em transformar o lar em um espaço aconchegante e cheio conforto para morar e receber amigos, uma vez que as baixas temperaturas fizessem as pessoas preferirem se reunirem em casa ao invés de sair para bares e restaurantes.

Ao longo dos anos a cultura se tornou uma busca pelas pessoas à essa tipologia de ambiente e design, se transformando não só em uma referência mundial de decoração, mas também um estilo de vida.

Podemos dizer que o conceito geral desse estilo é minimalista, contendo poucas informações, uma tabela de cores neutras, linhas retas nos móveis, acabamento branco na maioria da composição e luz natural como elemento principal, considerando que os países nórdicos recebem aproximadamente 5/6 horas de luz solar por dia no inverno. Resultando com muita simplicidade, um ambiente aconchegante e agradável aos olhos.

A madeira é um material bastante utilizado não somente no piso, mas também em móveis soltos, como sofá, camas, poltronas, mesas e armários. O aconchego fica por conta da composição desses elementos com adornos volumosos, como mantas, tapetes de trama natural e pelegos, em tons neutros, criando o contraste com os demais elementos de cor branca do espaço.

Nesse estilo, o que dá destaque ao ambiente, são quadros, plantas, luminárias, e em alguns casos implementação de itens na tonalidade pastel, as famosas candy colors. Mas sem exageros, a ideia é que os espaços fiquem livres e clean, sendo bem funcional.

Unindo o tradicional ao contemporâneo e o simples ao sofisticado.





16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo